Cursos para quem quer crescer na carreira bancária

Atuar em um banco, principalmente se for o Banco do Brasil, é o sonho de muitas pessoas. Isso porque, a carreira de bancário é relativamente segura: um banco sempre precisará de funcionários físicos, por mais avançados que estejam os sistemas.

Logo, trabalhar em bancos é um caminho seguro.

Os salários, talvez, não sejam os ideais, no início. Porém, se o funcionário se especializar, é possível construir um plano de carreira promissor.

 

Por onde começar?

Talvez a forma mais fácil de entrar um banco, além dos programas de Jovem Aprendiz, é pelos cargos de escriturário ou caixa. Para tanto, um curso técnico em contabilidade, ou administração são essenciais.

Se for possível fazer uma graduação nessas áreas – ou mesmo em matemática -, as chances de emprego aumentam.

O escriturário é um profissional que lida com a parte mais burocrática de um banco: atas de entrada e saída de rendas, atualização de cadastros e outras atividades envolvendo notação e porcentagem.

Porém, estudando e se especializando, o profissional pode crescer, e atingir, até mesmo, uma carreira de gerência regional.

 

Analista Desenvolvedor de Sistemas

Um especialista em Sistemas Bancários é essencial para qualquer instituição. Os bancos apostam, cada vez mais, em interfaces digitais para autoatendimento, porém, visando a segurança, tanto do cliente, quanto da instituição.

Logo, se estudar analise e desenvolvimento de sistemas pode proporcionar seu crescimento profissional. Você pode, inclusive, inovar com algum pioneirismo, já que surgem cada vez mais plataformas digitais.

 

Gerente de Tributos

Lidar com taxações e sistemas tributários é essencial para qualquer banco. Com o crescente mercado de microempresas individuais (os MEI), bancos precisarão, cada vez mais, de gerentes especializados em tributação.

Esse profissional deverá auxiliar empreendedores que buscam financiamento, e apoio da instituição, seja na parte econômica, seja na parte Legal. Não se tratará apenas de traçar um plano de crédito, mas sim, de realizar a análise financeira do perfil do cliente.

 

Analista de Regimes Previdenciários

Um especialista em lidar com Sistemas Previdenciários será essencial no Brasil dos próximos anos. A população brasileira vive cada vez mais. Isso significa que, no futuro, teremos muitos idosos, a grande maioria, ainda econômica e socialmente ativa.

Logo, os bancos devem apostar no desenvolvimento de Sistemas de Previdência, privada ou pública, pois essa será uma demanda de seus clientes. Um gerente que entenda desse tipo de finança irá se destacar.

Entre suas funções, constaram definir um plano de investimento para cada cliente, analisar opções, oferecer alternativas.

 

Corretor de Fundos imobiliários

O sonho da Casa Própria nunca vai abandonar o espírito social do Brasileiro. Todo cidadão sonha em um dia poder comprar seu imóvel, seja em obras ou pronto. A grande diferença é que agora, a população começa a se interessar por linguagem financeira.

Logo, o que os bancos e instituições têm feito, é criar fundos de investimento imobiliário, a fim de atender essa parcela de clientes cheios de informação, e ansiosos pela possibilidade de investir.

Estudar para essa área é mirar um plano de carreira promissor.

Conteúdo relacionado:

Trabalhando com skate, sem ser skatista

Se você está acompanhando as Olimpíadas de Tóquio 2020 (que estão acontecendo em 2021), provavelmente sabe que o Brasil marcou história nessa edição, devido à

O que faz um diagramador?

Uma das profissões mais importantes do mercado editorial é a dessa pessoa, que faz o texto, coloca ele de um jeito únicos, organiza ideias, para