O “problema” das aulas de Literatura no Brasil: o papel da escola. Dicas de como tornar sua aula de literatura mais interessante.

Como falamos no primeiro artigo, o Brasil é um país de pessoas que leem poucos livros.

Mesmo entre indivíduos de classes mais altas, e até da elite, o apelo dos livros não é tão grande. Algumas pessoas, inclusive, trocam uma boa rodada de leitura por uma maratona de séries, mesmo quando estão sozinhos.

Então qual é o problema que afasta as pessoas dos livros?

Vimos que a família tem um papel decisivo nesse caso. Filhos vão copiar os pais, seja para o bem ou para o mal, e quebrar um ciclo é difícil.

Logo, a missão de formar um público leitor vai cair no colo da escola. Mas, a escola também falha nesse sentido.

Por que? Como resolver essa questão?

 

Leitura obrigatória, enredos superficiais, contextos abstratos

 

Grande parte do problema da educação para um público leitor, no Brasil, decorre do fato de os professores não saberem falar sobre os livros. Some isso ao ato de tornar um livro algo obrigatório e pronto: as crianças irão detestar ler.

Brigar contra vestibulares e contra a forma como provas tipo Enem é praticamente impossível. Então, a leitura será obrigatória, disso não podemos fugir muito.

Agora trabalhar melhor o conteúdo do livro, isso é o que fará toda a diferença. Machado de Assis, evidentemente, é um dos maiores leitores da alma humana, em Língua Portuguesa; isso não significa que para acessar sua obra, basta abrir Dom Casmurro e se maravilhar; ele morreu em 1908, ou seja, sua época e sua linguagem são diferentes.

O que o professor de literatura deve fazer é aprofundar as questões do livro, e trazer elas para os dias atuais.

Algumas dicas e técnicas nesse sentido são vitais:

 

1.     Não julgar o que os alunos dirão

Talvez a primeira coisa que o alunos fale, quando você levar a ele um poema ou conto, é que ele “detestou” aquilo que leu. Alguns professores ficam indignados e atacam os alunos.

Errado!

Não julgue a visão do seu aluno. Entenda que ele está falando aquilo que esta dentro de sua capacidade interpretativa. Seu trabalho é entender a opinião do aluno, e debater, a partir da sua.

 

2.     Traga o texto para o agora

Clássicos da Literatura abordam questões atemporais (amor, ódio, preconceito, injustiça), porém, o fazem na linguagem e contexto de suas épocas.

Faça o aluno perceber aquilo que o livro traz, mas no cotidiano dele. Faça ele se interessar em descobrir essas questões, mas pela leitura do livro.

 

3.     Use adaptações

Não seja ortodoxo, de dizer “o livro é melhor que o filme”, pra então abolir o filme. Os filmes são outra linguagem, mas eles tornam o conteúdos dos livros mais acessível a quem não tem o costume de ler.

Além disso, há adaptações de clássicos em HQs, há áudiolivros (a entonação, principalmente em poesia, muda todo o sentido), e vídeos de leituras.

Adaptações vão facilitar o acesso ao livro.

Conteúdo relacionado: