4 dicas para salvar uma livraria

Desde a crise do mercado editorial em 2018, o mercado de livros vem mudando radicalmente, porque as crises financeiras que a Livraria Cultura e a Saraiva enfrentaram obrigaram os leitores a buscar alternativas, na hora de comprar seus livros.

Vale dizer que o consumo anual de livros per capita, no Brasil, já não era muito alto (cerca de 5 livros por ano).

Hoje, muitos consumidores preferem comprar suas edições pela Amazon, ou diretamente com as editoras. Assim, a tendência é que muitas livrarias pequenas fechem nos próximos anos.

Todavia, há livrarias que ainda resistem, como o caso da Livraria da Vinci no Rio e o Sebo Tucambira em São Paulo.

Qual é o segredo delas? Como sobreviver financeiramente à crise das editoras? Confira 4 dicas, e reinvente seu negócio –ou abra um, o país precisa de livrarias!

 

1.     Tenha um serviço de alimentação junto à livraria

Muitas livrarias, mesmo de pequeno porte, já contam com isso. Um serviço de alimentação pode ser um café, um restaurante, ou até mesmo um bar, ao melhor estilo “poesia e whisky” dos beatnicks.

Tudo depende do nicho de leitores que você quer atingir, e dos tipos de livros que você vai oferecer.

Sentar, tomar alguma coisa, ler um livro e conversar com a pessoa ao lado são coisas que garantem o sucesso de uma livraria.

 

2.     Mantenha as redes sociais ativas

A gente está sempre apertando a tecla do marketing digital, aqui. Mas é porque não tem como escapar: o futuro da publicidade está nas redes sociais, principalmente no Instagram, com seus conteúdos interativos.

Você pode contratar uma empresa de marketing ou fazer você mesmo, mas é vital estar online. Porém, não basta tirar fotos dos livros. Você precisa fazer o público interagir com suas postagens.

Coloque enquetes, músicas, faça lives, esteja nas redes de forma interessante. Faça as pessoas conhecerem seu estabelecimento, mesmo se elas nunca tenham ido lá, através de conteúdos criativos.

 

3.     Promova eventos no espaço da livraria

Eventos são ótimas oportunidades para atrair novos clientes, fidelizar os antigos e trazer pessoas que, se não forem ser clientes, serão, pelo menos, divulgadoras de seu estabelecimento.

Lançamentos de livros, saraus e pequenas apresentações musicais são eventos que se pode fazer sem ocupar muito espaço.

Já se na sua loja tiver um espaço para criar um anfiteatro (mesmo que seja pequeno), crie. Será um investimento que trará retorno, pois um anfiteatro vai possibilitar, até mesmo, peças de teatro e exibições de filmes.

 

4.     Treine sua equipe

Treine os funcionários de seu estabelecimento, para que o atendimento ao público prestado por eles seja diferenciado.

Parte das crises de grandes livrarias se deveu à precarização dos funcionários: eram pessoas que sofriam pressão por obter lucro, eram estimuladas à competitividade e, por vezes, não conheciam quase nada sobre o que estavam vendendo.

Vendedores simpáticos, pacientes, e tranquilos farão os clientes se sentirem acolhidos. Além disso, será um diferencial, se eles conhecerem sobre livros, para dar sugestões e conversar sobre obras.

Conteúdo relacionado:

Trabalhando com skate, sem ser skatista

Se você está acompanhando as Olimpíadas de Tóquio 2020 (que estão acontecendo em 2021), provavelmente sabe que o Brasil marcou história nessa edição, devido à

O que faz um diagramador?

Uma das profissões mais importantes do mercado editorial é a dessa pessoa, que faz o texto, coloca ele de um jeito únicos, organiza ideias, para