Como virar dublador?

Quem trabalha com atuação tem algumas possibilidades. TV, Cinema e Teatro são as mais almejadas. Publicidade é sempre uma opção. Agora tem uma que só quem é do meio de produção conhece: a dublagem.

“Dublar” significa colocar um áudio em português sobre um áudio em língua estrangeira. E esse trabalho é responsável por boa parte das nossas memórias afetivas. Quem não lembra de um desenho começar, e logo vir a voz grave:

Versão brasileira: Herbert Richers

 

Filmes, desenhos e séries dubladas fazem parte de nossa vida.

Mas será que a dublagem é só isso? A resposta, que já damos sem hesitar é “Não”.

Primeiro, porque o dublador é, antes de tudo, um ator. Afinal, para você dublar o que quer que seja, não basta falar um texto. É preciso expressar ideias e emoções.

E, se a dublagem é uma área da atuação, por que não são todas as atrizes e atores que podem se tornar um? Porque nesse trabalho se escondem muito mais questões do que o lugar-comum pode sugerir.

Confira, dessa maneira, nosso pequeno guia sobre como se tornar dublador.

 

Dubladores são atores!

A primeira e mais relevante informação sobre dubladores é a de que eles são atores. Por vezes, no passado, inclusive, eles eram chamados de atores vocais.

Um ator a quem vemos em cena conta com outros recursos, além da voz. O olhar, os movimentos, os objetos cênicos… Tudo compõe a cena, e pode ser usado para transmitir as emoções necessárias.

O dublador não conta com nada disso. Ele precisa, assim, compor a personagem, pela voz, modulando palavras e sentimento com exatidão.

Outra dificuldade é a de produzir uma voz semelhante à do ator original, no caso de dublagens de filmes e séries que não sejam desenhos.

Logo, se no original há choro, o dublador precisa chorar.

 

Criando vozes

Entretanto, o trabalho mais desafiador – e recompensador – nas dublagens é com a criação de vozes. Recompensador, porque é a voz que marca a infância de milhares de pessoas.

Mas desafiador porque, sejamos francos, ninguém fala, na vida normal, igual a uma personagem de desenho.

Então, o ator de dublagem de desenhos precisa conseguir criar uma voz que dê vida a uma figura infantil (a personagem de desenho, que pode ser uma criança, uma esponja do mar ou um esqueleto, por exemplo), mas de forma a soar natural.

E precisa saber fazer isso, diversas vezes, de maneira única, para cada caso.

Por exemplo, a voz do Buzz Lightyear e do Mickey é do mesmo ator.

 

Começando a trabalhar

Logo, para você ser dublador, o caminho é um só: estudar atuação, primeiro. Cursos de canto, preparação vocal, voz criativa, dublagem e narração vão ajudar o dublador iniciante, a desenvolver suas personagens e identidade de dublagem.

Então, o ator precisa procurar testes, e estúdios de dublagem – lembrando que há estúdios com trabalhos excelentes, e estúdios medíocres.

Além disso, o dublador pode construir um portfólio, com trabalhos dramáticos gerais. O mais importante é estudar e aprimorar constantemente sua voz.

Conteúdo relacionado: