Como vencer o bloqueio criativo? Conheça 5 dicas

 

Quem escreve literatura tem diversas preocupações, na hora de produzir um material novo. A principal delas é o bloqueio. O bloqueio é um problema até maior que o plágio, porque aquilo que começa como um plágio pode ir sendo editado e aí virar um trabalho todo novo.

O bloqueio não: se você tem um bloqueio de escrita, você não consegue escrever nada. Ou escreve e acha que está ruim (ok, geralmente, é isso o que acontece).

Logo, como vencer o bloqueio? O que você pode fazer, por exemplo, se precisa fazer um texto empresarial, um relatório, mas nada sai?

Nós, escritores, temos alguns recursos e dicas para isso. E elas sempre funcionam. Talvez, não para escrever a próxima Ilíada ou pra ser o próximo Dostoievski. Mas para umprir o briefing, com certeza!

 

1.     Descreva uma coisa banal de muitas formas diferentes

Essa técnica é muito boa para estimular a criatividade, e fazer a cabeça começar a pensar em palavras diferentes. O escritor francês Francis Ponge tem alguns poemas nessa linha.

Por exemplo, você precisa escrever um relatório de gastos? Comece dizendo o que significa o dinheiro. Precisa escrever um e-mail institucional?  Comece dizendo o que significa escrever um e-mail institucional.

 

2.     Crie uma historia da situação

Na publicidade, criar uma história para falar de algo (um produto, uma marca, um valor) é o que chamamos de Storytelling. Contar uma história.

Usar esse recurso é muito eficiente, se você precisa falar relatar algo que vivenciou. Conte sua história. Escreva o que você sentiu, descreva os lugares. Faça uma narrativa.

E não pense em originalidade. Pode dizer que você sentiu uma emoção que deixou seu peito em chamas, ou uma tristeza como um buraco fundo… O importante é você conseguir começar seu texto.

 

3.      Faça uma releitura de outro texto

Releituras de outros textos significam, basicamente, você dialogar com esses textos. Responder ao que eles falam. Até um texto técnico pode passar por isso.

Imagine que você precisa dar um parecer em uma previsão de gastos: comente sobre cada um desses gastos, traga suas ideias sobre eles… Ou, o caso de uma circular empresarial interna: procure músicas que falem do assunto dessa circular, use as letras dessas músicas como inspiração para você produzir seu texto.

 

4.     Reescreva uma versão ruim, de memória

Escrever uma primeira versão de um texto, e depois tentar reescrever ela, de memória, é uma técnica para fazer bons textos.

Salvo se você tiver uma memória incrível, a estrutura original (que estará ruim) vai mudar. Você vai repensar várias palavras, vai repensar algumas estruturas…

 

5.     Faça um texto com o nome de alguém

Essa é uma técnica antiga, mas dá tão certo, que a poeta argentina Cecilia Pavón até lançou um livro com poemas de nomes.

Não é pra descrever a aparência de alguém, mas sim os gestos e as ideias desse. Por exemplo, se você precisa fazer um relatório, use a técnica para falar sobre as pessoas diretamente envolvidas nesse.

Conteúdo relacionado: