5 coisas que você faz no trabalho, mas que atrapalham sua produtividade

 

Muitas vezes, quando trabalhamos em empresas, temos metas e atividades a serem cumpridas. Em alguns casos, essas metas e trabalhos são limitadas pelos horários de entrada e saída dos funcionários. Em outros casos, principalmente em empresas particulares, o horário significa pouco.

Logo, mais importante do que seguir um horário, é atender objetivos.

Entretanto, há coisas que fazemos, no nosso horário de trabalho, com a desculpa de essas serem “pausas para descansar”, e que na verdade, atrapalham nossa produtividade – e consequentemente, o cumprimento das metas e, consequentemente o fim do dia-útil.

Você sabe que coisas são essas? Confira:

 

1.      Redes sociais

É claro que todos nós temos redes sociais, usamos elas e gostamos de perder tempo nelas. Estou criticando isso, mas sou humano. O ponto aqui é: você se policia para não usar elas em excesso?

Às vezes o caso é “vou só dar uma atualizada aqui no feed” e nisso, perdemos trinta minutos, uma hora, duas, que poderíamos estar adiantando serviço (que poderia ser terminado logo, para então, entrarmos em redes sociais, por uma, duas horas).

Então, a dica aqui é: não entre nas redes sociais. Não há nada nelas, que não possa esperar.

 

2.      Cigarro

A famosa “pausa para um cigarro”, além de ser nociva para a saúde, é prejudicial para seu trabalho. O cigarro afeta o apetite, aumenta níveis de hormônios que dão a sensação de bem-estar, diminuí a frequência cardíaca…

Ou seja, o cigarro faz você perder tempo, faz mal à saúde, e diminuí sua capacidade de trabalhar, depois de ser consumido.

Evite, antes do fim do expediente. E, comece a pensar em parar de fumar”!

 

3.      Formalidades

Pode parecer bobagem, e até um pouco de falta de civilismo, mas a linguagem muito cheia de formalidades atrapalha a sua produtividade.

Isso porque, a linguagem formal faz você ficar muito receoso de falar, com seus superiores e subordinados, o que é necessário naquele momento. Então, problemas de trabalho vão sendo apontados cheios de delongas, meios-termos, conversas paralelas e afins.

Ao invés disso, prefira fazer com os funcionários uma política de comunicação direta, mesmo que ela soe agressiva ou seca, na hora.

(Claro que não é para falar palavrões e xingamentos, mas sim, chegar no funcionário e falar o que ele precisa fazer – e ponto!)

 

4.      Dress-code/uniforme obrigatório

“Dress-code” é um modo de falarmos de um código de vestimenta obrigatória, usado principalmente em empresas. Nelas, o “dress-code” é terno, gravata, saias longas e afins. É uma forma de uniformizar a equipe.

Claro que há empresas onde o uniforme é necessário. Mas se na sua não for, evite.

Isso pode atrapalhar a produtividade de sua empresa, pois deixa os funcionários desconfortáveis. Sempre que for possível, prefira dar liberdade para todos se vestirem como quiserem.

 

5.      E-mails variados

Salvo se for extremamente necessário, evite exigir uma conta de e-mail corporativo. Prefira que seu funcionário tenha uma conta unificada. Facilita se e-mails, de trabalho e pessoais estiverem num só lugar.

Conteúdo relacionado: