5 mitos sobre Negócios que precisam cair

Quando falamos em gerenciamento de empresas, muitas das especulações que ouvimos são mitos tendenciosos, que em nada acrescentam ao empreendedor novato ou mesmo ao empresário mais experiente.

Grande parte dessas inverdades se devem, como sempre, ao fato de que elas serem espalhadas por pessoas que não são da área, ou que tem certo resguardo (ou preconceito) contra o empreendedorismo individual.

Está certo que algumas esferas trabalhistas precisam ser revistas, mas com cuidado para que as reformas sejam vantajosas para ambos os lados. Isso é fato: em alguns casos não vale à pena empreender.

Mas, se você quer “ser seu próprio patrão”, empreender, seja como MEI, seja como PJ é um ótimo caminho.

Então, veja aqui alguns mitos sobre o empreendedorismo, para você ponderar se isso de fato lhe interessa. E se interessar, a dica é uma só:

Estude bastante e vá fundo!

 

1.      Fechar uma empresa é um processo lento

Mentira.

O processo de fechamento de uma empresa pode ser lento. Mas isso acontece em qualquer processo empresarial, quando o negócio ou o executivo por de trás dele estão em desacordo com as Leis Trabalhistas e a Receita Federal.

Então, se você pensa em recomeçar em outro empreendimento, não se preocupe com essa parte. Basta procurar um assessor jurídico e um assessor contábil, e pronto.

 

2.      Demora dois anos para você ter lucro

Depende. Essa afirmação nem sempre é verdade, porque, dependendo do seu negócio, da forma como você administra ele e de tantos outros fatores, os lucros podem vir mais cedo o mais tarde.

Se você está apostando em um nicho de mercado mais tradicional (restaurante, loja de roupas, franquia), provavelmente seu lucro será mais lento, pois sua concorrência serão marcas e negócios já bem segmentados.

Se o seu nicho for mais criativo (apps, tecnologia), talvez seu lucro seja mais rápido. Ou ainda mais lento, dado que você está em um terreno estranho, por assim dizer.

Como dissemos, lucrar depende de muitas variantes.

 

3.      Empreendedorismo acaba com a vida pessoal

Mentira.

Você pode ser um funcionário público que, em suas horas vagas, fica só focado no trabalho (eu sei do que estou falando: têm professores assim).

Empreender significa depender do seu próprio trabalho, para ter lucro. Mas isso não significa abdicar da vida pessoal – e sim, definir um plano de trabalho semanal que seja adequado para a sua realidade.

Se você conseguir levar seu negócio com apenas seis horas de trabalho por dia, perfeito!

 

4.      Se tornar empresário custa caro

Mentira. Se o seu negócio for de baixo lucro (até 36 mil reais anuais), você pode se tornar um Micro Empreendedor Individual (MEI).

As taxas e impostos sobre um MEI são, consideravelmente, menores do que as de um Pessoa Jurídica, por exemplo.

 

5.      O cliente tem sempre razão

A ideia de que um empreendedor precisa, sempre, atender um cliente é mentira. Mais importante do que ter clientes aleatórios é ter um público-alvo bem identificado e fidelizado. E isso significa, eventualmente, recusar trabalhos.

Conteúdo relacionado: